8 de fevereiro de 2014

MARATONA: Casos & Acasos-Capítulo XX


Capítulo XX: Tão Perto, Tão Longe...
Fanfic / Fanfiction de One Direction - Casos e Acasos - Capítulo 25 - Tão Perto, Tão Longe...

Narrador Oculto

Médico: Geralmente em traumatismo craniano acontece isso... Ela pode ter batido a cabeça com muita força, que tenha levado a perda de memória... Mas isso é super normal em casos assim!- repetiu oque dissera ao pessoal antes no quarto-
Harry: Você tá de sacanagem?!
Médico: Não!
Harry: Mas ela vai lembrar néh?!- perguntou temendo que a resposta fosse negativa.
Médico: Bom, Sr. Styles, há casos em que os pacientes lembram... - Harry abriu um grande sorriso- Porém há casos em que não lembram, oque viveram até agora e começam tudo de novo, do zero... - de repente o sorriso de Harry desmoronou-se- Sinto muito, Sr. Styles!
Harry: Já que sente tanto então cure-a!
Médico: Como é, Senhor?
Harry: É isso mesmo! Já que você sente tanto assim, então você e sua equipem... Curem-na!- disse muito sério.
Médico: Sr. Styles, sabemos que você gosta muito da paciente (S/N)... -ele é interrompido por Harry.
Harry: Eu a amo!
Médico: Como eu ia dizendo... Mas não há nada que possamos fazer! Sinto muito, mesmo!- disse dando as costas para Harry e seguindo seu caminho.
Harry: Você não sente nada, não estaria dizendo que não há nada que possam fazer pela MINHA NAMORADA... ELA É MINHA NAMORADA, MERDA!
Médico: Acalme-se Sr. Styles. Realmente não há nada que possamos fazer, por que... - Harry o interrompeu.
Harry: Por quê?
Médico: Por que, perder a memória não é uma doença, e muito menos precisa de cura- disse irritado.
Harry ficou em silêncio por um tempo e em seguida começou a chorar, e sentou-se no chão do corredor.
Harry: Eu só quero poder chegar perto da minha namorada e beija-la sem que a pequena recue. Poxa, será que isso é pedir tanto?
Médio: Não!  Não é não, Sr. Styles!- ele da uma breve pausa- Eu te entendo. - disse ele sentando-se ao lado de Harry.
Harry: Acho que não por que se entendesse de verdade, não diria e nem pensaria coisas negativas sobre a pequena.
Médico: Disse que te entendo, é por que te entendo!- disse abaixando a cabeça.
Harry: Como você entende, se você depara com situações parecidas todos os dias?
Médico: Sim, eu deparo todos os dias com situações parecidas, porém com pessoas diferentes... Há quatro meses perdi minha mulher, ela morreu com câncer de mama, não tive chance de trata-la. Então agora sou viúvo com 38 anos, e tenho uma filha de 9 anos para criar sem a mãe... Então, quando eu digo que eu entendo oque é estar tão perto da pessoa que você ama, porém estar tão longe é por que eu passei por isso. - em seguida ele abaixou a cabeça e instalou-se um terrível silêncio entre a gente.
Harry: Sinto muito, sinto muitíssimo mesmo!
Médico: Sei que sente.
[...]

POV. Harry

Depois daquele momento emotivo com o médico da (S/N), fui até o quarto da mesma para saber como ela estava.

Eu: Oi minha pequena!- ela recuo meia assustada- Desculpa, esqueci que se lembra de mim.
Você: O que você é meu?- me perguntou lançando um olhar tenebroso.
Eu: Sou seu... Amigo- Não tive coragem de dizer.
Você: Então por que ia me beijar naquela hora?
Eu: -engoli a seco- Ééér...
Você: Pode dizer! Você é meu... –antes que ela terminasse a frase eu mesmo a finalizei dando lhe um beijo suave, mas rapidamente se afastara antes do beijo acabar.
Eu: Namorado. - sem jeito nenhum disse àquela palavra que a pequena temia ouvir.
Ela se afastou de mim bruscamente me deixando constrangido com a situação que acabara de se formar.
[...]
Depois de muitos minutos constrangedores ela começou a me fazer diversas perguntas.
Você: Quem era aquela mulher irritada?
Eu: Sua tia Chris, irmã adotiva da sua mãe.
Você: quem era aquela menina morena e quem era a loira.
Eu: A morena era a Fláh, a Flávia e a loira era a Alicia, sua amiga de infância.
Ela me perguntava quem eram as pessoas que a cerca de uma hora at´ras estava em seu quarto.
[...]
Logo depois (S/N) adormeceu e eu fiquei assistindo a mesma dormi, com aquele lindo e delicado rosto que somente a minha pequena tem.
Eu: Tão perto, tão longe... De ti!- disse acariciando seus cabelos ruivos.
Em seguida sai do quarto dela deixando uma lágrima escapar e escorrer sobre o meu rosto.

Continua...



Jujubinhas do meu coração, fim da primeira temporada! EHHHHH! UHUUL!!! Estou muitoooo feliz por isso! Sério, estou feliz demais!!!
Bom, minhas goxtozaas, pensei bastante e vou excluir  o imagine Forever e no lugar postarei a fic SL.

PS: Este imagine é de minha autoria, qualquer cópia, inspiração, é plágio! Podem sim, haver críticas, mas somente as que são construtivas. Se houver alguém xingando, denegrindo e/ou  ofender os artistas, os autores e os leitores. Caso alguma dessas coisas aconteçam por favor me avisem.
ESTE IMAGINE É SOMENTE MEU! EU NÃO QUERO INSPIRAÇÕES E NEM CÓPIAS, KIBES OU ATÉ MESMO QUE REPOSTEM!!! SE FOR DIVULGA-LA A ALGUÉM DEIXE OS DEVIDOS CRÉDITOS E, DIGA AS REGRAS, NÃO PERMITINDO QUE ESTA PESSOA COMETA AS COISAS CITADAS ACIMA. CASO CONTRÁRIO VOCÊ NÃO PODERÁ MAIS ACESSAR ALGUNS BLOGS E SITES DA NET E NEM ESTA PESSOA. E EU FAREI SUA E DESSA PESSOA VIDA UM CAOS! UM VERDADEIRO INFERNO. NEM OUSEM, SE NÃO ESTÃO FERRADOS!!!

É só isso mesmo minhas pipoqeuinhas!!! É só isso mesmo... Bjoooooos e tchaaauu!!!




MARATONA: Casos & Acasos-Capítulo XIX




Narrador Oculto

Harry não sabia o que se passara dentro do hospital, então continuo lá fora compondo a música.
Enquanto isso...
(S/N) acabara de despertar-se do coma. O médico que tratara dela toda essa “crise“ desde o inicio, foi até o quarto da mesma, para ver como estava, ganhando uma grandíssima surpreso quando entrara em seu quarto.
[...]
Médico: Olá (S/N)!- disse o médico abrindo um grande sorriso, pelo seu ótimo desempenho.
Você: Quem você?- perguntou confusa e olhando ao seu redor- Onde estou?
Médico: Sou seu médico e você esta em um hospital.
Você: Ãnh?! Que?! Cadê minha mãe? Cadê meu pai?- perguntara isso constantemente.
Médico: Você quis dizer seus tios, néh?!
Você: Que?! Não! Cadê meus pais?
Médico: Só um instante que eu irei chamar seus tios...- disse ele saindo do quarto e indo até a recepção chamar os tios da pobrezinha/você.
Médico: Tenho umas noticias!
Louis: Boas ou ruins?
Médico: Não sei dizer... -bufou- Parece que a (S/N), está fazendo perguntas muito estranhas...
Chris: Tipo o que?
Médico: ”Cadê meus pais?”- repetiu ele.
 Chris: Ela quis dizer tios, não?!
Médico: Perguntei isto a ela, e mesma disse não.
Chris: Esperai que já, já vou resolver isto!- disse enquanto afastava-se de todos dirigindo-se para o quarto da (S/N).
Quando ela chega lá, aproxima-se da menina. Mas como se estivesse com medo (S/N) recua rapidamente num movimento brusco.
Chris: Calma minha linda! Sou eu, tia Chris!- disse acariciando seus cabelos.
Você: Socorro, socorro! Tem um intruso aqui!- falara aos berros.
Rapidamente todos que estavam na recepção, incluindo médicos e enfermeiros dirigiram-se para o quarto da paciente escandalosa.
Miguel: O que houve?
 Chris: Nada!
Miguel: Ué?! Pesamos que alguém havia entrado no quarto.
Chris: Não... Só foi mais dos ataques da (S/N). Não sei o que deu nela... Ela acabou de sair do... Quero dizer, daquele estado, e já começa a fazer gracinhas assim, pode isso?!
Você: Que estado? E Quem são você?
Fláh: Para de graça (S/N), somos seus amigos e familiares...
Você: Doutor me tira daqui, por favor! Tira-me da presença desses estranhos!- disse você com uma cara de assustada-
Alicia: (S/N), não há tempo para gracinhas, então pare, por favor!
Ana: É mesmo, amiga...
Você: Doutor, eu acho que eu não conheço eles! Não sei quem são...
Miguel: Doutor, que merda deu nela?!- disse nervoso.
Médico: Não sei! Geralmente em traumatismo craniano acontece isso... Ela pode ter batido a cabeça com muita força, que tenha levado a perda de memória... -bufou- Mas isso é super normal em CASOS assim!
 Chris: Tá de sacanagem, néh?!
Médico: Não!- todos se espantaram inclusive você com o que o médico acabara de dizer.
[...]
~Fora Do Hospital- Harry~

POV. Harry

Já havia terminado a música quando recebo uma mensagem, era o telefone da Fláh.
~Mensagem on- Fláh~
 “Harry,
Estou usando o celular da Fláh, por que o meu descarregou, mas enfim...
Vem pro quarto da (S/N), ela não tá reconhecendo ninguém...
Louis”

Então decido responder a mensagem.
Eu:
Como assim não esta reconhecendo ninguém?
Fláh/Louis:
Vem aqui que você vai entender!

~Mensagem off~

Rapidamente me dirijo ao quarto da (S/N), chego próximo da cama, e digo:
Eu: Oi pequena! Vejo que despertaste néh?!- ela me laçara um olhar como se não entendesse.
 Você: Eu não sou sua pequena e quem é você?- perguntou ela recuando do beijo que lhe daria a segundos atrás.
Olhei para o médico então ele disse:
Médico: Vamos lá pra fora para assim conversarmos!- disse e então saímos.


Continua...



Paçoquinhaaaas chegouuu o capítulo 19!!!!! 
Bom, agora eu vou explicar pra vocês sobre a fic do SL (Second Life)... 
Ela é de ação, tem romance, tem luta, tem vampiros e lobisomens, é personagem próprio (ex; Anne, Bia, Clara...), o boy não tem uma coisa definida, porque tipo assim, ela vai se apaixonar por duas pessoas, mas VÁRIAS vão começar a gostar dela. Vai ser o maior rolo gente! Talvez todos os minos comecem a gostar. (SURUBA), SQNÃOO. kkkkkk
Bom, espero que tenham gostado deste capítulo, daqui a pouco eu posto os blogs que o IDBR irá selar.
Bjoos e até lá!!! :)

MARATONA: Casos & Acasos-Capítulo XVIII





Harry On~



Ana: Harry você foi o único que não disse qual é seu tipo sanguíneo!
Fláh: É verdade! Harry qual é o seu tipo sanguíneo?
Eu: O-Positivo.
Jorge: Por que não falou logo seu babaca?!
Ana: Zayn e Louis, vão lá chamar o médico e diz que nós temos um doador, que nós já encontramos.
[...]
Depois de uns minutos, o médico chegou até a gente.
Médico: Quer dizer que encontraram... Mas então essa pessoa tá em jejum?
Fláh: Harry você tá em jejum?
Eu: Não sei... Eu não comi nada, mas eu só tomei um cafezinho, ali na recepção.
Médico: Que dia, hoje?
Eu: É, lá pras 05h30, 06h00...
Médico: Bom, não vai da pra fazer, você ingeriu cafeína, no máximo água que você poderia ter tomado... Vamos deixar a transfusão de sanguínea para amanhã!
Chris: Mas doutor ela vai resistir?- disse com as mãos na cabeça.
 Médico: Bem, daremos soro, pra ela e vamos ver como ela vai reagir. Se for bem, nós deixamos mesmo pra amanhã, mas se ela não for bem com a bolsa de soro... Mesmo ele tendo ingerido cafeína, ele terá que doar pra ela no mesmo instante.
Miguel: Ok! Então doutor preciso que você veja isso logo.
De repente chega a Alicia e o Jack, Miah e Liam, Sophia e Niall.
Louis: O que fazem aqui?
Alicia: Viemos ver nossa amiga! Podemos?
Sophi: Como ela está?
Eu: O médico disse que ela precisa de uma transfusão sanguínea e o tipo dela é muito raro...
Chris: Porém Harry tem. O tipo sanguíneo dele é O-Positivo.
Sophi: Graças a Deus!

[...]

Sai do hospital e fui em direção a minha casa. Quando cheguei lá, vi Fláh chorando no colo de Louis. Eu sabia o que era, mas achei que seria muito chato eu me pronunciar.
Fui rapidamente para o meu quarto. Tiro minha roupa, a deixando caída no chão, jogando meu celular na cama, e adentrando no boxe do banheiro.
Deixo que as gotas de água se misturem com as lágrimas que escorriam pelo meu rosto. Apoio minhas mãos na parede do boxe, como se estivesse a empurrando.
“Droga (S/N)! Por que você tinha que fazer isso comigo e com o meu coração?! Eu te amo tanto, porém não posso lhe dizer oque eu sinto... A dor é imensa. Arrependo-me e me culpo pelo o que acontecerá... E se pudesse voltar no tempo, faria de tudo para tela em meus braços novamente.”- Pensava eu em prantos.

~Narrador Oculto~

Harry estava no boxe de seu banheiro, tomando um banho bem demorado e doloroso, por causa de suas lembranças e decepções.
De repente seu celular toca, porém ele não ouvia, por estar concentrado em seus devaneios.
Era uma mensagem de Niall que dizia o seguinte:

~Mensagem on- Niall~

“Harry,
Vem pro hospital o mais rápido que você puder!
A (S/N) piorou e o doutor disse que agora é necessário fazer a transfusão, mesmo você não estando preparado.
Vem rápido e firmeza ai!
Niall. ”

~Mensagem off~

Em seguida, Harry saiu do boxe e foi em direção ao seu guarda-roupa.

Harry On~

Sai do boxe, enrolando em uma toalha lilás.- peguei na casa da (S/N), ainda estava com seu cheiro nela- Logo depois vou no meu guarda- roupa, pego uma roupa e me visto.
Em seguida vejo o meu celular piscando, deduzi que alguém havia me mandado uma mensagem. Então pensei.
“Deve ser uma mensagem da Flávia avisando que a (S/N) melhorou e já acordou, e não vai ser necessário eu fazer a transfusão.”
ERRADO!
Errado eu estava ao pensar isto. Tudo ao contrário. Era uma mensagem de Niall, avisando que a (S/N) piorara. Fiquei arrasado e corri para o hospital.

~Novamente No Hospital~

Quando cheguei lá fui direto para o quarto da (S/N), mas antes passei rapidinho pelo pessoal e disse:
Eu: Vim o mais rápido que consegui!
Alicia: Tudo bem, agora vai lá e salva a (S/N)... RÁPIDO!- disse ela gritando.

Sai correndo e quando cheguei lá no quarto dela, a olhei e disse.
Eu: Eu te amo tanto, minha pequena!
Essas foram minhas ultimas palavras até que...
Eu: Médico, por favor! Médico!- gritava com a cabeça para fora da sala.

A (S/N) tivera novamente uma parada cardíaca. Porém o médico rapidamente veio e colocou as coisas no lugar.
[...]
Médico: teremos que fazer imediatamente a transfusão...- bufou- A paciente (S/N), tem uma saúde de ferro, pois ela aguentou a mais uma para cárdica.
Harry: -sorri fraco- Ééér!... Mas então podemos começar?!-disse e as enfermeiras me mandaram sentar numa cadeira e fizeram todo o processo.
Depois de começarem a coletar meu sangue, foram até a (S/N) e começaram a transfusão.
[...]

~10 minutos depois~

Depois de 10 mins. fui para a frente do hospital. Porém ainda estará meio tonto, por tudo, então eu me sentei em um dos bancos que ficavam lá e assim fiquei.
Estava muito mal, porém feliz, pois conseguira ajudar a outra metade de minha vida. Chorava, mas não sabia exatamente por que ou pelo o que...
De repente recebo uma mensagem de Josh, que dizia o seguinte recado:
“Harry,
U e o pessoal aqui da banda e da gravadora, ficamos sabendo do acontecido...
Sinto muito pela (S/N)!
Por essa coisa chata e complicada estar acontecendo, resolvemos suspender os shows de vocês, até a ruivinha conseguir se recurar,
Desde já grato pela sua, amizade, parceria, profissionalismo e acima de tudo apoio.
Braço cara, em você e nos rapazes. Que Deus lhe ajude e firmeza ai mano!
Qualquer coisa pode contar comigo!!! SZ pra ti! Hahahah
Josh ”

Li a mensagem e depois passei para os meninos. Não queria entrar novamente naquele hospital enquanto não recebesse uma notícia boa.
Comecei a fazer/cantar uma música do nada...

 

Back For You


Whenever I close my eyes, I picture you there
I’m looking out at the crowd, you’re everywhere
I’m watching you from the stage yeah
You’re smile is on every face now
But every time you wake up
You’re hearing me say
Goodbye

Baby, you don’t have to worry
I’ll be coming back for you, back for you, back for you, you
Lately, I’ve been going crazy
So I'm coming back for you, back for you, back for you, you

I’ve never been so into somebody before
And every time we both touch I only want more
So tell me nothing’s going to change yeah
And you won’t walk away yeah
Cause even though every night you’ll know what I’ll say
Goodbye.

Baby, you don’t have to worry
I’ll be coming back for you, back for you, back for you, you
Lately, I’ve been going crazy
So I’m coming back for you, back for you, back for you, you

Right back for you
Right back for you
Right back for you

Lately, I’ve been going crazy
So I’m coming back
Yeah I am coming back
(for you)

Baby, you don’t have to worry
I’ll be coming back for you, back for you, back for you, you
Lately, I’ve been going crazy
So I’m coming back for you, back for you, back for you, you

Right back for you, right back
Right back for you, right back
Right back for you, right back
Right back for you.

Lately, I’ve been going crazy
So I’m coming back for you, back for you, back for you, you.





Olá, miojinhos de frango grelhado! Caso vocês não tenham conseguido ler o recadinho do capítulo 17, eu o deixarei novamente aí pra vocês!
"Olá, minhas pandinhas de chocolate branco. Estou muito ansiosa para a II temporada, eu também tenho ótimas idéias. Bom, talvez eu poste três vezes na semana, devido a escola, ao curso, as ginásticas e ao ballet. Okay!... Vocês estão gostando liamdas? Comenteeem o que estão achando no último capítulo da I temporada, aí eu vou postar para vocês a fanfic dos vampiros... Que tal? Vocês vão querer?? Espero que queiram, bom, com 3 comentários no ÚLTIMO capítulo da I temporada de CA eu inicio com a fic dos vampiros. Bom, no próximo capítulo (18), eu irei anunciar o nome. Ela é muito misteriosa e não tem essas coisas de ~MELO-DRAMÁTICO~ ela também tem bastante ação. E o restante eu anúncio no capítulo 19. Irei anunciar quais foram os doiis blogs que ganharam selinhos nossos já, já! 2bjooos de marshmellow com bancon pra vcs. Byee!"
Okay! Gente, sei que não tem nada a ver, mas... Quem aqui assisti "Teen Wolf"?Eu to assistindo neste exato momento...É perfeeeitoo demaiss!!! É dali que eu retiro as minhas idéias para as minhas fics de vampiros e lobisomens. vocês vão adorar a fic. Por falar nisso assistam a esse seriado na emissora de televisão "SONY"Juro que iram adorar. TEM UM POUCO DE TUDOOO!!! haha! =P 
Mas... E ai? Estão gostando do desfecho do imagine?
Comentem pra eu sabeer pleasee!
Bom, cenourinhas como eu havia prometido antes vou dizer o nome da fic dos vampiros. O nome é "Second Life". O restante eu conto no capítulo 19. 2bjos na bunda de vocês suas liamdaas!byye!



 

7 de fevereiro de 2014

MARATONA: Casos & Acasos-Capítulo XVII





Jorge On~

Pipoquinhas açucaradas, caso vocês não lembrem quem é o Ginho, aí está!!!


Tinha voltado um pouquinho depois de Zayn e Ana, pro hospital.
Quando chego lá vejo tia Chris chorando e Flávia dialogando com ela e com Miguel. Decido então ir até eles.
Chris: Jorge, oi!- disse ela me abraçando.
Eu: Oi tia Chris! A senhora tá bem? E o bebê?
Fláh: Ela tá com cara de quem tá bem?!
Chris: Calma gente... Mas então Jorge o bebê tá ótima, porém quem não tá é a (S/N).
Jorge: Notasse!- disse abaixando minha cabeça.
Miguel: Mas então Jorge... Flávia falava como tudo aconteceu só que ela não sabe exatamente, por que não estava junto.
Jorge: Ééér!... Vocês têm noticias da (S/N)?- eles disseram que não- Então vou lá ver!
Retirei-me do lugar direcionando-me até o quarto que a (S/N) estava.
Fláh: Onde o Jorge foi? Ele foi ao quarto da (S/N)?- ouvi a Flávia dizer, mas apenas a ignorei.
Quando cheguei lá vi uma cena decepcionante, pelo menos pra mim. Harry falando coisas melosas para (S/N) e em seguida ele a beijou.
Sai dali imediatamente levando toda raiva e ódio comigo.
Fláh: Jorge, onde você estava?
Eu: Em algum lugar ai. - disse grosso.
Fláh: Mas... Aonde você tá indo?
Eu: Em algum lugar... Nada que te interessa!- disse novamente com grosseria.
 Fláh: Não to dizendo... Esse garoto é mesmo encrenqueiro! Odeio-o.
Chris: Sei... Você o odeia de paixão, só se for.
Quando tia Chris disse aquilo, Flávia espantou-se, a cara dela foi hilária me fazendo dar uma risadinha de leve e me retirando em seguida.

Sai dali me lembrando do que tinha visto, pois ainda sinto alguma coisa pela (S/N), mas acho que só ela não vê isso.
Decido então dar um fim em tudo isso, deixando que Harry e (S/N) possam viver “felizes para sempre”.
Fui andando pelos corredores do hospital, avistei uma janela. Abri e me posicionei para pular.
“Já que ela não me quer então darei um basta nisso”- pensava eu.
Quando eu ia pular, uma voz feminina aparece do nada e diz:
Xxx: NÃO FAÇA ISSO! POR FAVOR!- disse essa menina.
Acabei me desequilibrando e caindo de bunda no chão.
Xxx: Hahahah!- ela dava umas risadinhas de leve- Prazer, meu nome é Júlia!- ela disse estendendo uma de suas mãos.
Na hora que eu fui segurar a mão dela como apoio para me levantar, que vejo.
Eu: Espera, você é cadeirante. - disse e ela sorriu fraco pra mim.
Júlia: Éééér...- ela ficou constrangida.
Eu: Desculpa te deixei constrangida... Mas então meu nome é Jorge.
Júlia: Oi Jorge! Mas oque você fazia naquela janela?
Na hora que ia responder, ela estendeu os braços para que eu a pegasse no colo, e a colocasse na cama. Então assim fiz.
Júlia: Obrigada. - ela deu uma pausa- você ainda não me respondeu Seu Jorge... Oque fazia na janela do meu quarto?
Eu: Ééér... Então, sabe o que é?!
Júlia: Não! Rsrs. Pode continuar.
Eu: Como dizia... Eu ia pular por que eu vi uma das cenas mais decepcionantes do mundo.
Júlia: E qual seria?- ela deu uma pequena pausa- Senta!
Sentei-me na cama.
Eu: A menina que sempre gostei... Bom... Quer dizer, comei a gostar a um tempo, nesse ano...- ela me interrompeu.
Júlia: Desembucha logo!
Eu: Ela estava beijando um cara, um cara que eu odeio.
Júlia: Nossa! Que porra em... Rsrs! Desculpa pela boca suja. Força de habito.
Eu: Tudo bem!
Júlia: Mas prossiga.
Eu: Mas então ele também está namorando ela.
Júlia: CARALHO!- em seguida ela colou as mãos na boca- Desculpa!
 Eu: Ok...
Júlia: Mas quem é o sortudo?
Eu: Harry Styles- disse baixo e abaixando minha cabeça.
Júlia: O que?
Eu: Harry Styles!- gritei.
Júlia: Porra! Só sou cadeirante, não surda, mas do jeito que você gritou no meu ouvido, acho que vou ficar...
Eu: Desculpa... - disse meio sem graça.
Júlia: Tudo bem! Só estava brincado.
Eu: Ok! Acho que já vou indo!
Júlia: Poxa, já?!
Eu: Por quê? Quer que fique? Se quiser eu fico?
Júlia: Também quero que você fique, mas você ainda não me explicou por que você ia pular- ela da uma pausa e se deita na cama- Ai! Ai! Ai!- ela se queixava de dor, enquanto colocava as mãos na cabeça.
Eu: Quer que eu chame a enfermeira? Eu chamo se quiser!
Júlia: Não, não! Ai!
Eu: Enfermeira, enfermeira!- sai do quarto 230 e comecei a gritar por ajuda.
Júlia: Não! Ela vai querer me dar soro e remédio... Isso é muito ruim! Por favor!- Júlia fez uma carinha de cachorro sem dono então fiz a vontade dela.
Enfermeira: Alguém chamou?
Olhei pra Júlia olhei novamente pra enfermeira e disse:
Eu: Não, não!
Enfermeira: Affz! Vai se danar!- ela disse baixo mais nós ouvimos.
 Depois que a enfermeira foi embora eu fechei a porta.
Eu: Hahah! Ele ficou puta comigo.
Júlia: Verdade! Hahah!
Eu: Você quer sair comigo pra fazer algo de bom? Se é que me entende!
Júlia: Ok! Pode ser hoje?
Eu: Eu estava pensando em sairmos amanhã que é sábado.
Júlia: Amanhã eu não posso... Tenho fisioterapia.
 Eu: Tá bom então! Que tal eu vir te buscar às 23:00 hr.
Júlia: Você tá doido! Você tá se esquecendo, que sou cadeirante e eu estou em tratamento então não posso sair do hospital. Ainda mais... – ela parou de falar olhou pra mim e continuo- Seu malandro! Tu não és bobo não em?!
Eu: Eu sei!- gabei-me
Júlia: Ainda és convencido!
Eu: Também sei disso.
Ela me olhou séria. Ficamos nos encarando por um bom tempo, até que ela me beija e eu dou passagem.
Júlia: Desculpa!- disse recuando do beijo.
Eu: Tudo bem! Eu também dei passagem pro beijo.
Júlia: Mas não tem na... - a interrompo com outro beijo, só que dessa vez mais demorado, pois ela não recuou.
Ficamos assim por tempo. Eu até que gostei, sou meio safado!!! Hahah...

(...)

Harry On~

Esses olhos verdes esmeralda, me alucinam! *--*


Quando estava falando aquelas coisas pra (S/N), senti como se ela estivesse me ouvindo. Não me aguentei e a beijei desesperadamente.
Quando terminei do beijo fiquei a observando novamente. De repente os aparelhos começam a fazer um barulho estranho, até que...


“-Piiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii“- era esse barulho que fazia.
Começo a me desesperar e decido chamar os médicos.
-(S/N! (S/N)! Médico pó favor! Médico! No 220!  Médico!- gritava incessavelmente.
Chris: Oque houve com a (S/A)? Deixa eu ir vê-la! O que você fez com ela?
Fláh: Harry! Harry! Harryyyy!
 Flávia me gritava, mas eu não respondia pois estava paralisado, devido a situação que se formou.
Louis: Oque houve cara?!
Louis perguntou segundo minha cabeça para que meu rosto fosse de encontro ao dele. Mas nem cheguei a olhar nos seus olhos.
Eu: Eu estava conversando com ela até que do nada ela teve... - fui interrompido pelo médico
Médico: Com licença!
Miguel: Pois não?!
Médico: Tenho más noticias!- ele deu uma pausa e bufou- A  paciente (S/N) teve uma parada cárdica...
Chris: Ai Meu DEUS!
Flávia: Céus!
Ana começou a chorar.
Médico: Ainda não acabou.
Zayn: Então desembucha logo doutor!
Médico: O estado dela é muito critico, pois além dela ter tido essa parada cárdica, tem chances da situação dela piorar e ela ter outra e morrer. Por que, ela tá tendo muita queda de pressão. Os soros não estão ajudando muito, e ela precisa de uma doação sanguínea imediatamente! Quanto mais rápido melhor fica o estado dela.
Harry: E qual é o tipo sanguíneo dela?- perguntei em meio a lágrimas.
O médico olhou a fixa da (S/N), mas não tinha então ele perguntou pra tia dela.
Chris: É O-Positivo. Eu não tenho tipo sanguíneo assim. Alguém tem?
Todos: Não!- todos disseram que não.
Mas de repente Jorge chega e pergunta:

Jorge: O que gente? Vim o mais rápido que pude, quando a Flávia me chamou.
Fláh: Ela precisa de um doador compatível...
Jorge: E qual seria?
Louis: O-Positivo.
Jorge: Desculpa gente, mas eu não sou! Sou O-Negativo.
Médico: Vocês sabem que é um tipo sanguíneo muito raro. Precisam encontrar logo um doador, por que se não pode ir de mal a pior.
Flávia começou a chorar junto com todos, como se não houvesse salvação. Uma esperança. Uma luz no fim do túnel.


Continua...



Olá, minhas pandinhas de chocolate branco. Estou muito ansiosa para a II temporada, eu também tenho ótimas idéias. Bom, talvez eu poste três vezes na semana, devido a escola, ao curso, as ginásticas e ao ballet. Okay!... Vocês estão gostando liamdas? Comenteeem o que estão achando no último capítulo da I temporada, aí eu vou postar para vocês a fanfic dos vampiros... Que tal? Vocês vão querer?? Espero que queiram, bom, com 3 comentários no ÚLTIMO capítulo da I temporada de CA eu inicio com a fic dos vampiros. Bom, no próximo capítulo (18), eu irei anunciar o nome. Ela é muito misteriosa e não tem essas coisas de ~MELO-DRAMÁTICO~ ela também tem bastante ação. E o restante eu anúncio no capítulo 19. Irei anunciar quais foram os doiis blogs que ganharam selinhos nossos já, já! 2bjooos de marshmellow com bancon pra vcs. Byee!

MARATONA: Casos & Acasos-Capítulo XVI




Zayn On~

Zayn: Ele é namorado dela.
Chris: Como assim NAMORADO dela?- Christina disse meia irritada com a situação.
Louis: Isso mesmo namorado dela!- Louis entrometeu-se na conversa, surgindo de não sei donde.
Chris: Ãnh! E quem são vocês dois?
Fláh: Meu namorado.- Flávia também meteu-se na conversa, e disse apontando pro próprio Louis que ficou muito surpreso- E esse daqui é meu amigo, namorado da Ana...
Fiquei envergonhado na hora.
Chris: Flávia, ou melhor, todos vocês vão me explicar essa história direitinho!! 
Fláh: Harry, explica pra ela.- Fláh falou tentando chamar atenção de Harry no  momento, mas não conseguiu- HARRY! HARRY, SEU LERDO PRESTA ATENÇÃO, PORRA!
Harry parecia que não escutava Flávia. Parecia que estava em outra dimensão, pois estava observando o rosto da (S/N), segurando suas mãos.
Chris: Eu preciso tirar esse monstro de cima da minha sobrinha, já!- Chris foi pra cima dele, porém os meninos e eu, a impedimos.
 Louis fez um sinal com a cabeça para que todos fossem embora do quarto, para que Harry e (S/N) pudessem ficar a sois. Então, assim fizemos, saímos do quarto. 
Fláh: Eu te conto o que houve, mas tia Chris, só os deixa a sois! Por favor!- disse Flávia fazendo cara de cachorro sem dono.
Chris: Não posso deixar minha sobrinha com um psicopata e irresponsável. - no mesmo instante Flávia olhou pra ela impaciente- Ok! Tudo bem se abrem umas exceções... Tá ok!
Fláh: Mas, então tia Chris acontece que a (S/N) e o Harry, estavam com o carro parado num semáforo, mas veio um motorista bêbado com seu caminhão desgovernado, e fez com que o carro de Harry capotasse e levasse a essa grande tragédia.
[...]

POV. Harry
(QUANDO EU FALAR "AGORA" DÊ O PLAY NA MÚSICA!)

Depois que todos foram embora, pude ter um tempo com a (S/N), a sois.
Eu coloquei minha mão direita entrelaçada em sua mão esquerda e assim fiquei dizendo, tudo o que sentia para que ouvisse, pelo menos minha voz.

Eu: Então (S/N), MINHA PEQUENA sei que está sendo complicado tanto pra mim, quanto pra você tudo isso, mas eu só queria que pudesse olhar em meus olhos. Poder sair comigo sem que isso não levasse a algo ruim. Gostaria que soubesse o quanto eu te amo. Gostaria que pudesse  me ouvir dizer isso pra você. Você é a única coisa que importa pra mim e se por algum ACASO do "destino", me concedesse três pedidos só iria pedir um, porque os outros dois já tenho:
Teu Amor e Tua Paixão,
Mas só não tenho a coisa que mais QUERO no mundo ao meu lado, que é...
VOCÊ!
Tudo o que eu quero no mundo inteiro é você.
E eu não posso te perder jamais. Vou lutar pelo nosso amor. E os céus sabem que NOSSO AMOR VALE A PENA!
Nunca desistirei de nós, pois EU TE AMO, MINHA PEQUENA!!!

Continua...